Beleza em movimento

ago 03, 2014 Comente por Public First Class

Apenas três ou quatro milímetros de espessura nas lâminas sustentam artistas, que deslizam, equilibradamente, sobre o gelo com movimentos precisos, elegantes e harmoniosos. Para muitos, trata-se de um esporte; outros tantos, consideram arte. A verdade é que a patinação une os dois mundos: é o ballet sobre o gelo. Praticada sobre um par de patins de couro com as tais lâminas milimétricas descritas acima, a prática gera encanto no olhar dos espectadores do mundo inteiro, quando seus artistas promovem movimentos leves, coreografias minuciosamente ensaiadas e acrobacias de tirar o fôlego, tornando o espetáculo ainda mais emocionante.

Conhecido pelo seu alto grau de dificuldade e concentração, o esporte possui alguns luxos exclusivos, como o fato de cada vestimenta ser desenhada sob medida, de acordo com a competição, tema da apresentação e trilha sonora, o que deixa o atleta mais à vontade.

Conhecido pelo seu alto grau de dificuldade e concentração, o esporte possui alguns luxos exclusivos, como o fato de cada vestimenta ser desenhada sob medida, de acordo com a competição, tema da apresentação e trilha sonora, o que deixa o atleta mais à vontade.

Como não poderia deixar de ser, a patinação no gelo possui uma origem nobre. A alta sociedade da Áustria, no Norte da Europa, usava patins de madeira para deslocamentos em autênticas “estradas de gelo” durante o inverno. O que começou como uma forma de transporte se transformou em arte e esporte graças ao norte-americano e mestre em ballet, Jackson Haines que em uma viagem ao país, descobriu a prática e decidiu unir a patinação com a dança, introduzindo música clássica e coreografias.

A patinação concentra apresentações individuais, de duplas ou por equipes, de forma que cada competidor deve seguir regras de acordo com sua categoria. Tratando da individual, o atleta passa por dois “programas” denominados como: curto e livre. O primeiro exige movimentos obrigatórios para avaliação; já o segundo, o próprio patinador decide suas ações, porém, tudo deve ser harmonizado com a música tocada.

No caso dos pares, os elementos são executados em “espelho” ou em forma de dança. As duplas são formadas por umcasal que apresentam movimentos similares a apresentação solo, com algumas adaptações como os levantamentos e piruetas sincronizadas, em que o casal gira ao mesmo tempo. Contudo, durante uma dança não são permitidos nenhum desses movimentos. Os juízes determinam os vencedores avaliando o nível de dificuldade dos passos, entrosamento, ritmo e a harmonia com a música. O entrosamento entre as duplas é de extrema importância para melhor fluidez dos movimentos.

Existem também as provas por equipe, que podem reunir até 16 dançarinos ao mesmo tempo. Todas as regras das provas em duplas são aplicadas nesta categoria. Normalmente, esse tipo de apresentação é o que sempre chama mais atenção, pela beleza composta que se mistura em meio às cores das roupas e seus movimentos.

O sistema de avaliação se baseia em notas dos jurados técnicos e artísticos. Toda a parte dos saltos, piruetas, giros emovimentos estão sob observação da parte técnica. Já a postura, estilo, composição harmoniosa e até a expressão facial dos atletas estão nos olhares do júri artístico. A partir daí basta esperar as notas serem computadas e determinar os vencedores.

A patinação no gelo faz parte da lista dos esportes democráticos, ou seja, é indicado para todas as idades. Mesmo não sendo popular no país, existem pistas de gelo em clubes, praças e até em hotéis para quem deseja se arriscar sob as finas lâminas. Os primeiros tombos são inevitáveis e se você desistir do esporte por conta deles, saiba que a plateia reserva um lugar especial para aqueles que sabem apreciar essa arte.

 

Edições Anteriores

Sobre o Autor

O autor ainda não adicionou nenhuma informação ao seu perfil
Nenhuma resposta para “Beleza em movimento”

Deixe uma Resposta