Arquitetura de sabores promove experiência sensorial na Chocolat du Jour

ago 12, 2014 Comente por Public First Class

A Mousse de Inverno é um lançamento exclusivo da Chocolat du Jour  para ser degustado em  suas lojas dos Jardins e do Shopping Cidade Jardim. Ela é servida nas mesas do chocobar, um aconchegante espaço  criado para as degustações dos chocolates e drinks feitos na hora, nos dois endereços. A ambientação muda com o clima,  como nestes meses mais frios, em que os aquecedores  foram ligados e as folhas secas estão espalhadas pelo chão.

Recoberta por uma esfera de chocolate, a mousse chega à mesa em uma taça, acompanhada por um fone de ouvido e uma molheira com a escolha do cliente para uma das  três opções de sabores de calda quente oferecidas:

Manga com gengibre;

Abricot com maracujá;

Chocolate meio amargo (53% cacau) com Framboesa

Ao colocar o fone, ouve-se os acordes da  Sonata de Inverno,  uma reinterpretação de Max Ritcher, com o violinista Daniel Hope,  para a obra prima “As Quatro Estações”, de Vivaldi.

Ao som da música, o cliente é convidado a derramar a calda quente sobre a esfera. O calor derrete o chocolate sobre a mousse, proporcionando a mistura de sabores e temperaturas que aguçam e surpreendem o paladar.

“Me inspirei nas apresentações e experiências do consagrado chefe inglês Heston Blumenthal para esta criação”, diz Claudia Landmann, da Chocolat du Jour. Enquanto a apresentação remete a uma obra arquitetônica, a experiência a transforma em uma descoberta de tons, cores e sabores marcantes.

Tanto a mousse, como a esfera, são feitas com chocolate meio amargo (53%) de Cacau do Pratigi, a linha em que a  Chocolat du Jour tem o domínio de produção desde a amêndoa até o chocolate que chega ao paladar dos clientes.

Gastronomia

Sobre o Autor

O autor ainda não adicionou nenhuma informação ao seu perfil
Nenhuma resposta para “Arquitetura de sabores promove experiência sensorial na Chocolat du Jour”

Deixe uma Resposta