Especialista explica o sucesso do carnaval brasileiro

fev 28, 2014 Comente por Public First Class

Seja nos blocos de rua, nas passarelas do samba do Rio de Janeiro ou de São Paulo, ou até mesmo torcendo pela sua escola preferida, o povo brasileiro é altamente envolvido com o carnaval. Mas de onde vem esse envolvimento? E por que o carnaval brasileiro é tão requisitado no mundo? Procurando responder essas perguntas, conversamos com Drika Lucena, especialista, ex-jurada do carnaval do Rio e professora da Faculdade de Comunicação de Artes da Unisanta.

Por que o brasileiro se envolve tanto com o carnaval?

Há um clima de felicidade e euforia que contagia. Isso é histórico e nossos colonizadores já festejavam o carnaval mesmo antes de virem pra cá. Claro que não dessa forma que é brasileiríssima e criada aqui. Somos culturalmente um povo mais sensual, menos vestido, alegre, bem humorado. O clima favorece esses fatores e gostamos de diversão.

Os povos que vieram pra cá trouxeram suas festas e absorvemos um pouco de cada um, formando nossa identidade, festeira e cheia de vida. Grande parte das pessoas no Brasil já viveram ou vivem a desigualdade social e as dificuldades financeiras. Os quatro dias de carnaval são tradicionalmente o momento de “esquecer” os problemas. Esse foi o cenário por muitos e muitos anos. Hoje, mesmo quem não sabe o que é dificuldade na vida usa essa “fama” para se esbaldar. Isso não é uma realidade no carnaval das Escolas de Samba porque ali é trabalho sério, que envolve muito dinheiro, muitas vidas dependem daquilo.

Essa ideia de que no carnaval “ninguém é de ninguém”, que “pode tudo”, que “é pra fazer o que tiver vontade”, é uma tristeza para quem vê a festa como uma grande contribuição para a arte e a cultura do Brasil. Carnaval não é bagunça de rua, violência, sexo, isso é outra coisa, mas há quem reforce essa ideia e contribua para que isso se perpetue.

Quando o mundo começou a reconhecer a beleza dos desfiles do carnaval brasileiro, principalmente o do Rio de Janeiro e São Paulo? E por quê?

Vivemos num país tropical que atrai muitos turistas por suas belezas naturais e clima quente. Na época em que acontecem os festejos é quando recebemos mais turistas, por ser verão. Mesmo quando não tínhamos os sambódromos as pessoas vindas de fora já acompanhavam os desfiles nas ruas, ou levados por amigos e parentes, ou mesmo por estarem nas ruas na ocasião.

Outro fator que colaborou foi o marketing turístico que é muito forte nessas capitais e que mostram ao mundo suas atrações. Matérias pagas em jornais, convites para agentes de viagem, shows durante o ano em diversos países e muitas outras ações são feitas para que os desfiles, principalmente do Rio e de São Paulo sejam conhecidos e que atraiam um número maior de pessoas anualmente. Isso é feito também em Salvador e Olinda.

Por outro caminho pegamos quem já está passeando aqui no Brasil e levamos nas quadras de escolas porque são locais perfeitos para aqueles que desejam conhecer nossa cultura, através da música, da dança e das pessoas. O Carnaval é um dos nossos maiores patrimônios culturais e o samba quer seja na música ou na dança é o que nos representa lá fora. Não podemos esquecer que a festa também é televisionada para mais de 150 países o que desperta o interesse e curiosidade desses telespectadores. E por fim o que é visto tem tanta qualidade, é tão bonito que encanta a qualquer pessoa, até aquela que não gosta de carnaval ou de samba, o que facilita a divulgação boca-a-boca, daquele que veio, viu e que voltar.

Ele serve como agente multiplicador, mostrando suas fotos, contando e despertando nos amigos e conhecidos o desejo de conhecer também. O que vemos num desfile das grandes escolas é muito diferente de outras festas populares de qualquer lugar do mundo. É um espetáculo de cores, ritmos, dança, história e alegria que é quente, vibrante, emociona, e que não existe igual.

Mesmo sendo um elemento da cultura nacional, o carnaval movimenta e muito a economia. Qual a contribuição econômica do carnaval para o Brasil?Desde quando as empresas começaram a enxergar a possibilidade de investir no carnaval como forma de marketing?

É verdade, a movimentação de dinheiro que acontece no país na época da festa é bem significativa. O mercado fica aquecido porque tem muita gente disposta a se divertir e a gastar, sendo turista ou não. O país para, não há aula, muitos não trabalham e mesmo quem não gosta do carnaval procura outra forma para descansar ou se divertir, e gasta também. Outro setor favorecido é o mercado informal dos ambulantes e profissionais freelance.

Pequenas e grandes empresas ganham, pois desde um restaurante a um grande anunciante, todos podem aumentar seus lucros sabendo explorar a data. Isso sem contar com as fábricas de matérias para confecção de fantasias e outros acessórios carnavalescos, que triplicam a produção para atender a demanda. Onde tem gente, tem consumo. O fato é que com a profissionalização do evento ouve a necessidade de grandes investimentos e patrocínios. Muitas marcas investem pesado em camarotes nos sambódromos, em patrocínio das escolas, em inserções na programação televisiva, que tem sua audiência maior por conta de mostrar a festa. E cada ano surge uma nova forma de investir, pois o momento é de festa, descontração e as pessoas estão mais inclinadas a gastarem sem restrições.

Mas é importante ressaltar que isso é uma realidade hoje porque o produto é bom de verdade. Os desfiles são impecáveis e atraem por isso. As escolas hoje são empresas que funcionam o ano inteiro sem parar. Muitas famílias dependem exclusivamente do que é ganho nesse período e comunidades inteiras se beneficiam dos serviços prestados por essas escolas. Há um interesse de grandes marcas porque o trabalho é sério, diferenciado e não apenas para entretenimento. Existem cursos profissionalizantes direcionados aos componentes, por exemplo, e alguns materiais e equipamentos são doados por essa grandes empresas. É uma troca, vamos dizer assim, eles investem e o lucro vem quando o espetáculo está pronto na avenida com milhares de pessoas assistindo.

Cultura, novidades

Sobre o Autor

O autor ainda não adicionou nenhuma informação ao seu perfil
Nenhuma resposta para “Especialista explica o sucesso do carnaval brasileiro”

Deixe uma Resposta