Sabor de mil anos

mar 18, 2011 Comente por Public First Class

Um dos sabores mais refinados por mil anos pode ser envelhecido por até 25 anos. É o preferido dos chefs e pode ser utilizado tanto em doces quanto em salgados. Este sabor que talvez você nem tenha dado tanta importância assim, tem uma história curiosa. Vamos saborear um pouco.

O aceto balsâmico é um vinagre aromático e conhecido na Itália há mais de 1.000 anos. Agridoce e de forte sabor, era oferecido como presente especial ou saboreado como licor, mas só no século XIX que começou a ser produzido em grande escala e com objetivos comerciais.

A história do vinagre balsâmico começou na região de Modena, onde as condições climáticas eram propicias para a produção de vinhos de baixo teor alcoólico, apropriadas para a produção do vinagre. O mais conhecido é o “Vinagre Balsâmico Tradicional de Modena”, mais suave e escuro, envelhecido por até sete anos em barris de carvalho, que é, desde 1983, protegido por uma Denominação de Origem Controlada.

Elaborado a partir de uvas do tipo Trebbiano, que são colhidas quando estão mais doces, são secas no sol e depois amassadas para a obtenção do sumo, que será fervido até se tornar concentrado. Depois de resfriado, é transferido para um barril de madeira para que aconteça o processo de fermentação, assim, ele matura e evapora, tornando o sabor mais encorpado. Quando pronto, o vinagre balsâmico adquire aspecto denso e escuro com perfume e sabor adocicados.

Esse tipo de vinagre fica bom tanto com alimentos doces como em salgados, sendo utilizado em marinada de carnes, molhos para carne, peixe e macarrão, espalhado sobre legumes cozidos e até mesmo em frutas, onde uma sugestão é colocar algumas gotas sobre morangos frescos.

Um bom aceto deve ser maduro, e quanto mais envelhecido, mais saboroso e caro ele será. Além de ser um ótimo antioxidante, o vinagre balsâmico é considerado um dos mais refinados condimentos. Muito utilizado em saladas, sopas e frituras, também é ideal para alimentos que vão ao fogo, como peixe, frango e vegetais.

Gastronomia

Sobre o Autor

O autor ainda não adicionou nenhuma informação ao seu perfil
Nenhuma resposta para “Sabor de mil anos”

Deixe uma Resposta